O Museu de Artes e Ofícios (MAO) recebe a Orquestra Mineira de Brega no projeto “Ofício da Música”, sob curadoria de Poti Castro. O evento ocorre no dia 08 de outubro, terça-feira, às 19h30, com entrada gratuita, no MAO – Praça da Estação, Centro.

 Orquestra Mineira de Brega  - Crédito Luisa Rabello

                                                                                              Foto Luisa Rabello

O repertório da OMB, sempre berrado e suado em catarse pelo público, vai dos clássicos brasileiros do gênero, como “Fogo e Paixão” de Wando e “Agüenta Coração” de José Augusto, aos hits gringos do peito como “It must have been love” do Roxette e “Total Eclipse of the Heart” de Bonnie Tyler, no melhor estilo “good times” de um famoso programa de rádio de BH. Nos poucos momentos sem histeria, a orquestra introduz carinhosamente a arte de heróis menos conhecidos do brega nacional como Heleno Julião e Evaldo Braga. A formação da banda não é fixa, com mudanças constantes a cada show e mesmo em cima do palco, onde há grande revezamento de instrumento e quase todos cantam. A Orquestra Mineira de Brega não aceita integrantes que não tenham sofrido de amor.

 

Orquestra Mineira de Brega

Apaixonados pelos refrões mais indestrutíveis da música brasileira e pelas melhores internacionais de novelas, músicos de diversas bandas de BH criaram, no final de 2009, a Orquestra Mineira de Brega (OMB), um ajuntamento dos grupos Dead Lovers Twisted Heart (Vinikov, Ivan Vaz e Guto Borges), Transmissor (Thiago Correa), PROA (Trotta e Daniel Saavedra), amigos (Artenius Daniel e Juliana Bráulio) e quem mais tiver amor pra dar. A orquestra estreou suas pérolas em dois shows na tradicional festa brega “Eu não presto mas eu te amo”, realizada mensalmente no bar A Obra. As filas na porta e o transbordamento de emoção fizeram o projeto, rapidamente, tornar-se grande demais para a casa noturna, migrando para outros espaços como o Studio Bar, Utópica Marcenaria, Démodé, Nelson Bordello e calouradas universitárias, além de Festivais de Cinema, como o CineOP e Festival de Curtas de BH, eventos de grande porte como o BH Music Station 2011 e 10 Anos do Jornal Super, na Praça da Estação. A banda também realiza anualmente o Baile Mineiro de Bregarnaval, fundindo os clássicos bregas com a levada carnavalesca e antigas marchinhas que falam de amor.

 

MAO

Para a manutenção de suas atividades, o Museu de Artes e Ofícios tem o patrocínio das empresas Oi, Cemig, Itaú; o apoio da CBMM, CBTU, CCR, Instituto Oi Futuro, Mater Dei e Prefeitura Municipal de Belo Horizonte; e conta com os benefícios das Leis Federal, Estadual e Municipal de Incentivo à Cultura.

 

Serviço Ofício da Música:

Dia 08 de outubro, terça-feira, às 19h30, com Orquestra Mineira de Brega

Local: Museu de Artes e Ofícios (Praça da Estação, Centro, Belo Horizonte)

Entrada gratuita

Sujeito à lotação – até 300 pessoas

 

Serviço MAO:

Museu de Artes e Ofícios (Praça da Estação, Centro, Belo Horizonte)

Horários de Visitação:

Terça e sexta-feira, de 12h às 19h

Quarta-feira e quinta-feira, de 12h às 21hs – sendo de 17h às 21h, com entrada gratuita

Sábado, Domingo e Feriado, de 11h às 17h – sendo sábado com entrada gratuita

Valor da entrada: R$ 4,00, com meia entrada conforme a Lei.

 

Assessoria de imprensa Museu de Artes e Ofícios

Jozane Faleiro – (31) 3261.1501 / 9204.1837

Rômulo Medeiros (31) 9204.1837