O Museu de Artes e Ofícios (MAO) dá início ao projeto “Ofício da Música” 2014, que tem a curadoria de Poti Castro, com a banda Brascubazz, no show “La Noche Cubana”. A apresentação remonta os bons tempos de Havana Velha, onde as Descargas Cubanas se tornaram ícone maior da expressão do jazz na ilha de Fidel Castro. No palco, os clássicos temas do Latinjazz são incorporados às matrizes afrobrasileiras da música popular brasileira, evidenciando a semelhança na tradição popular de Brasil e Cuba. O resultado é a contagiante mistura da rumba ao Samba, o baião a guajira, o choro e o afoxé ao mambo. A banda, formada por Rafael Leite – timbales; Bosco de Oliveira – tumbadoras; Tiago Ramos – sax e flauta; Juventino Dias – trompete; Orlando Belo – trombone; Gilles Villeneuve – baixo; e Bruno Malaguti – teclado, chega trajada com a indumentária clássica das velhas Big Bands cubanas, criando o clima para um saudoso baile que unifica e fortalece as culturas cubanas e brasileiras. O show ocorre no dia 11 de março, terça-feira, às 19:30h, com entrada gratuita, no MAO – Praça da Estação, Centro.

 

A banda Brascubazz tem, sob a coordenação do pesquisador e músico mineiro Rafael Leite, se apresentado em diversos festivais de música em Minas Gerais nos últimos anos. Explorando a semelhança cultural entre os dois países, o grupo reinventa as possibilidades do Latinjazz tradicional ao fazer releituras de clássicos de Chucho Valdes, Paquito D’Rivera, Toninho Horta e Eduardo Neves, além de ter em seu repertório composições próprias, o que traz à sonoridade uma característica rítmica, harmônica e melódica singular e de muita força. A dança, elemento de grande importância entre as influências do grupo, acaba se tornando uma manifestação sempre presente no público.

 

O grupo, em seus dois anos de atividades, já se apresentou nas mais importantes casas da cidade de Belo Horizonte, além de festivais ao redor do Estado. Junto à banda já se apresentaram, como convidados, importantes nomes da música instrumental brasileira, como Leonardo Brasilino, Moisés Alves, Tereza Morales, Rubem Santillana, Rene Ferrer (sobrinho do lendário vocalista do Buena Vista Social Club, o cubano Ibrahim Ferrer) e os compositores Eduardo Neves (RJ) e Toninho Horta.

 

MAO

O projeto Ofício da Música tem o patrocínio da Gerdau e para manutenção de suas atividades, o Museu de Artes e Ofícios conta com o patrocínio máster da Oi, o patrocínio do Itaú e Cemig/Governo de Minas e o apoio do Instituto Oi Futuro, Hospital Mater Dei, CBMM, CBTU, CCR e Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, e com os benefícios das Leis Federal, Estadual e Municipal de Incentivo à Cultura.

 

Serviço Ofício da Música:

Dia 11 de março de 2014, terça-feira, às 19:30h, com a banda Brascubazz

Local: Museu de Artes e Ofícios (Praça da Estação, Centro, Belo Horizonte)

Entrada gratuita

Sujeito à lotação – até 300 pessoas

 

Serviço MAO:

Museu de Artes e Ofícios (Praça da Estação, Centro, Belo Horizonte)

Horários de Visitação:

Terça e sexta-feira, de 12h às 19h

Quarta-feira e quinta-feira, de 12h às 21hs – sendo de 17h às 21h, com entrada gratuita

Sábado, Domingo e Feriado, de 11h às 17h – sendo sábado com entrada gratuita

Valor da entrada: R$ 5,00, com meia entrada conforme a Lei.

Professores e estudantes tem entrada gratuita.

 

Assessoria de imprensa Museu de Artes e Ofícios

Jozane Faleiro – (31) 3261.1501 / 9204.1837