Ofício da Música recebe Pereira da Viola em “Prosa Mineira”

0 Comentários

30/06/2015 às 11:29

O Museu de Artes e Ofícios dá continuidade às ações do projeto Ofício da Música, sob a curadoria de Poti Castro, recebendo Pereira da Viola no show “Prosa Mineira”. No palco, uma viola Rio Abaixo, outra viola em cebolão, um violão tradicional, um cuatro venezuelano e duas vozes. Este é o cenário da cantoria “Prosa Mineira”, com Pereira da Viola acompanhado pelo irmão Dito Rodrigues (violão). A apresentação ocorre no dia 7 de julho, terça-feira, às 19h30, na sede do MAO, localizando na Praça da Estação. Sempre com entrada gratuita.

Com 5 CD´s autorais – “Terra Boa”, “Tawaraná”, “Viola Cósmica”, “Viola Ética” e “Akpalô”, todos lançados em pequenos selos independentes, Pereira da Viola também participou de relevantes trabalhos coletivos, festejados pelos amantes da música regional brasileira, entre eles “Violeiros do Brasil”, “Viva Viola”, “Viola Brasileira em Concerto”, “Carnaviola” e “Pote” lançado em parceria com Wilson Dias e João Evangelista Rodrigues. Alguns deles renderam livro, CDs e DVDs. Atualmente, após dar início a carreira internacional com shows na Espanha, Portugal, Alemanha e Inglaterra, Pereira da Viola trabalha no lançamento de novos discos e também em seu primeiro DVD solo.

Com o DVD “Menina Flor”, Pereira reúne 25 anos de trabalho em composições, parcerias e andanças pelo país onde inclui, aglomera e extrapola a diversidade da música regional, aumentando a visibilidade da criação artística de Minas Gerais e contribuindo para o enriquecimento e divulgação das artes, lendas e crenças do povo mineiro e brasileiro.

Com uma carreira sólida e reconhecida em todo território brasileiro, o artista já tocou em quase todo o país, além de todas as regiões de Minas Gerais.

 

Sobre Pereira da Viola

Pereira da Viola, embora seja um artista ligado essencialmente à cultura mineira, à sua raiz no interior, é também um instrumentista universal. Ele é capaz de tirar da viola – instrumento de origem europeia, uma inusitada versão de Carmina Burana, por exemplo, sem perder a qualidade e o batido típico aprendido junto a seus mestres das Folias de Reis.

Nascido em Comunidade Quilombola de São Julião – distrito de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri em Minas Gerais, uma das regiões mais pobres do país, negro, trabalhador rural, poeta, cantor, folião e violeiro, aclamado pela crítica como um gênio em sua arte, Pereira da Viola é, organicamente, um dos porta-vozes de uma expressiva parcela do universo rural brasileiro. Pereira é filho de foliões: João Preto (sanfoneiro) e Mãe Augusta (cantora de Folia de Reis e de todo tipo de cantigas de roda, batuques, entre outras).

MAO

O projeto Ofício da Música tem o patrocínio da Gerdau e para manutenção de suas atividades, o Museu de Artes e Ofícios conta com o patrocínio máster da Oi, o patrocínio da Gerdau, do Itaú, CCR, Cemig e o apoio do Instituto Oi Futuro, Hospital Mater Dei, CBMM, CBTU, Mascarenhas Barbosa e Roscoe, Instituto CCR e Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, e com os benefícios das Leis Federal, Estadual e Municipal de Incentivo à Cultura.

SERVIÇO BELO HORIZONTE

Ofício da Música – Pereira da Viola em “Prosa Mineira”

Data: 7 de julho (terça-feira)

Horário: 19h30

Local: Museu de Artes e Ofícios (Praça da Estação, Centro, Belo Horizonte).

Entrada gratuita

Sujeito à lotação – até 300 pessoas

Informações: 31 3248-8600

 

Serviço MAO:

Museu de Artes e Ofícios (Praça da Estação, Centro, Belo Horizonte)

Horários de Visitação:

Terça e sexta-feira, de 12h às 19h

Quarta-feira e quinta-feira, de 12h às 21hs – sendo de 17h às 21h, com entrada gratuita

Sábado, Domingo e Feriado, de 11h às 17h – sendo sábado com entrada gratuita

 

Valor da entrada: R$ 5,00, com meia entrada conforme a Lei.

Professores e estudantes tem entrada gratuita.