Exposição “Oratórios – Relíquias do Barroco Brasileiro” chega ao MAO

0 Comentários

14/11/2013 às 08:52

Mais de 100 peças e objetos pertencentes ao Museu do Oratório podem ser vistos, em Belo Horizonte, de 12 de novembro a 30 de Março de 2014

 

O Instituto Cultural Flávio Gutierrez (ICFG) e o Grupo CCR trazem a Belo Horizonte a exposição itinerante “Oratórios – Relíquias do Barroco Brasileiro”, que apresenta cerca de 115 oratórios, objetos e imagens sacras dos séculos XVII ao XX, pertencentes ao acervo do Museu do Oratório, instalado na cidade histórica de Ouro Preto (MG), desde 1998. A mostra ocorre do dia 12 de novembro a 30 de Março de 2014, no Museu de Artes e Ofícios, com entrada gratuita.

 

A exposição tem o patrocínio cultural da CCR, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e o apoio cultural da Fundação BNP Paribas e da OI. Em 2013, a mostra itinerante passou pelo Centro Cultural Metropolitano de Quito, no Equador; no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, integrando a programação oficial da Jornada Mundial da Juventude; na antiga Cadeia de Tiradentes, dentro da programação do Festival de Gastronomia; e na cidade de Tatuí, em São Paulo. A exposição comemora também os 15 anos de fundação do ICFG e do Museu do Oratório. O Grupo CCR investe na cultura brasileira há mais de uma década. Desde 2004, cerca de R$ 60 milhões foram destinados para projetos culturais, com foco em projetos itinerantes executados no interior do país para fomentar o setor cultural nessas regiões. Esses investimentos estão diretamente ligados ao compromisso da companhia em contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade. Mais de 2 milhões de pessoas já tiveram acesso às iniciativas patrocinadas pelo Grupo CCR, por meio de projetos de circo, cinema, teatro, dança, música, exposições e outras manifestações artísticas.

 

Reunidos pela colecionadora e presidente do Instituto Cultural Flávio Gutierrez (ICFG), Angela Gutierrez, estes oratórios que foram doados ao Patrimônio da União contam parte da história de Minas Gerais e do Brasil. Falam de usos, costumes e tradições; evocam hábitos e características do ciclo do ouro e dos diamantes; narram o processo de contribuições afro-luso-ameríndias que se fundem na formação cultural brasileira. A história da arte e da arquitetura se revela no conjunto dos oratórios, por meio da influência barroca, rococó e neoclássica. A importância da coleção de oratórios é reconhecida em todo o mundo, o que levou o Museu do Oratório a ser frequentemente convidado a expor suas peças em eventos nacionais e internacionais de grande expressão. Desde a primeira exposição no exterior, realizada em Lisboa, Portugal, em março de 1994, os oratórios já representaram a arte colonial brasileira na França (em duas oportunidades), Itália, Chile, Venezuela, Inglaterra, Estados Unidos e recentemente em Quito, no Equador. “O Instituto Cultural Flávio Gutierrez e o Grupo CCR, por meio desta exposição itinerante do acervo do Museu do Oratório, conjugam esforços para promover o acesso e a difusão da riqueza patrimonial brasileira e cumprir sua missão de valorizar a cultura e a memória do Brasil. Este é o Brasil no qual acreditamos. O Brasil que reconhece na cultura um dos pilares de sua força”, destaca Angela Gutierrez.

Museu do Oratório: Inaugurado em Ouro Preto, em outubro de 1998, o Museu do Oratório apresenta uma magnífica coleção. As peças do acervo foram doadas ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) pela colecionadora Angela Gutierrez e são genuinamente brasileiras. Caracterizando-se pela diversidade de tipos, de tamanhos e de materiais, o acervo oferece detalhes valiosos da arquitetura, pintura, vestuário e costumes da época em que foram produzidos.

O acervo do Museu do Oratório já foi visitado por mais de mais de 1,5 milhão de pessoas. O Museu do Oratório está instalado em um casarão histórico de três andares onde, durante algum tempo, morou Aleijadinho (1738-1814) – o mais importante escultor barroco do Brasil em todos os tempos. Situado no adro da Igreja do Carmo, o prédio setecentista foi especialmente recuperado e equipado para receber a coleção.

Sobre o Grupo CCR: O Grupo CCR é uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina. Controla 2.437 quilômetros de rodovias sob a gestão das concessionárias CCR Ponte (RJ), CCR NovaDutra (SP-RJ), CCR ViaLagos (RJ), CCR RodoNorte (PR), CCR AutoBAn (SP), CCR ViaOeste (SP) e CCR RodoAnel (SP), CCR SPVias (SP) e Renovias (SP). Também faz parte do controle acionário da concessionária ViaRio, que irá construir e operar o Corredor Expresso Transolímpica, no Rio de Janeiro. O Grupo CCR atua ainda em negócios correlatos, tendo participação de 38,25% na STP, que opera o serviço de cobrança automática de pedágios e estacionamentos, e de 45% no capital social da Controlar, concessionária que realiza o programa de inspeção veicular da cidade de São Paulo. Além disso, o Grupo CCR está presente no segmento de transporte de passageiros por meio das concessionárias ViaQuatro, CCR Barcas e CCR Metrô Bahia, responsáveis, respectivamente, pela operação da Linha 4-Amarela do metrô de São Paulo, pelo transporte aquaviário de passageiros no Rio de Janeiro e pelo metrô de Salvador e Lauro de Freitas. Ingressou, em 2012, no setor aeroportuário com a aquisição de participação acionária nas concessionárias dos aeroportos internacionais de Quito, San Jose e Curaçao. Neste ano, junto com os demais sócios, ganhou a concorrência para a concessão do VLT Carioca (Veículo Leve sobre Trilhos), que interligará a região portuária e o centro do Rio de Janeiro. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, a CCR assinou o Pacto Global da ONU e faz parte da carteira teórica do ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBovespa. Emprega, atualmente, cerca de 11 mil colaboradores.

 

Serviço: “Oratórios – Relíquias do Barroco Brasileiro”

Local: Museu de Artes e Ofícios – Praça da Estação, s/nº – Centro – BH

Data: 12 de novembro de 2013 a 30 de março de 2014 – Entrada Gratuita

Horário de visitação: terça e sexta, das 12h às 19h / quarta e quinta, das 12h às 21h / sábado, domingo e feriado, das 11h às 17h

Informações: (31) 3248.8600

Informações para a imprensa: Jozane Faleiro – (31) 92046367 / (31) 3261.1501

 


 

Para ver a matéria do MGTV clique aqui