Eucanaã Ferraz faz lançamento de seu novo livro

0 Comentários

30/04/2015 às 16:00

O Ofício da Palavra recebe, em sua 72ª edição, o premiado escritor carioca Eucanaã Ferraz, uma das vozes mais representativas da poesia brasileira contemporânea. Também Professor de Literatura Brasileira na Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Eucanaã vem a Belo Horizonte para lançar o seu mais recente livro – “Escuta” – e debater com o público sobre o ofício da escrita. O encontro tem a mediação do curador do projeto e jornalista José Eduardo Gonçalves.

O Ofício da Palavra com Eucanaã Ferraz ocorre no dia 12 de maio, terça-feira, às 19h30, no Museu de Artes e Ofício, com entrada gratuita.

Em “Escuta” (Cia das Letras), a morte é o principal tema. Suicídios, assassinatos e guerras surgem por vezes em cenas que parecem saídas de noticiários. É também significativo que uma das seções do livro tenha por título “Memórias póstumas”, dedicada “à memória de todos os amantes/ mortos em combate”. Para equilibrar esse quadro, uma das partes do livro se chama “Alegria”. Há ternura e lirismo, mas também ironia e humor. Decididamente urbanos, os poemas percorrem uma vasta geografia, que tanto podem remeter ao extermínio e ao aniquilamento – Ruanda, Congo ou Líbano – quanto se voltar para um Brasil distante das capitais – Cruzeiro do Oeste, Nova Friburgo, Campos Altos, Leopoldina, Dores do Turvo.  Nesse livro, Eucanaã lançou-se ao encontro de experiências, cenas, fatos, personagens, palavras. Assim, conjugam-se violência e delicadeza, veemência e construção, silêncio e tumulto, subjetividade e emoção.

 

Eucanaã Ferraz nasceu no Rio de Janeiro, em 18 de maio de 1961. Publicou, entre outros, Desassombro (2002, Prêmio Alphonsus de Guimaraens, da Fundação Biblioteca Nacional), Cinemateca (2008, Prêmio Jabuti), Sentimental (2012, Prêmio Portugal Telecom de Poesia) e os infanto-juvenis Bicho de sete cabeças e outros seres fantásticos (2009) e Palhaço, macaco, passarinho (Prêmio Ofélia Fontes, pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, o Melhor Livro para a Criança). Organizou vários livros, entre eles, Letra só (2003) e O mundo não é chato (2005), ambos de Caetano Veloso, e Poesia completa e prosa de Vinicius de Moraes (2004). Publicou, na coleção Folha Explica, o volume sobre Vinicius de Moraes (2006). Eucanaã edita a revista literária on line Errática, junto com o poeta André Vallias. Desde 2010, ele atua como Consultor de literatura do Instituto Moreira Salles, onde organiza debates, exposições e outros projetos.

 MAO

O Ofício da Palavra é patrocinado pela Petrobras e para manutenção de suas atividades, o Museu de Artes e Ofícios conta com o patrocínio máster da Oi, o patrocínio da Gerdau, Itaú e Cemig/Governo de Minas, CCR e o apoio do Instituto Oi Futuro, Hospital Mater Dei, CBMM, Mascarenhas Barbosa e Roscoe, CBTU e Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, e conta com os benefícios das Leis Federal, Estadual e Municipal de Incentivo à Cultura.

SERVIÇO

 

Ofício da Palavra com Eucanaã Ferraz

Local: Museu de Artes e Ofícios – Praça da Estação

Data: 12 de maio, terça-feira, 19h30 – Entrada gratuita