refine ou altere sua busca para novos resultados
Programação
Ofício da Palavra com Nei Lopes

ofício da palavra com Nei Lopes Além de literatura, música brasileira e cultura negra são temas da 60ª edição do ofício da palavra, projeto que traz o cantor, compositor, advogado e historiador Nei Lopes para Belo Horizonte, como parte da programação da Primavera de Museus. Aos 71 anos, o convidado nascido no subúrbio carioca é um dos maiores artistas e estudiosos do samba no país. Sua carreira como compositor inclui a participação em mais de 600 músicas. Especialista em cultura afro-brasileira, Nei Lopes já publicou cerca de 30 livros. Todo esse trabalho é assunto no próximo ofício da palavra, no dia 24 de setembro, terça-feira, às 19h30 no Museu de Artes e ofícios. A entrada é franca.

http://www.mao.org.br/agenda/oficio-da-palavra-com-nei-lopes/
Histórias da Nossa Gente

Museu de Artes e ofícios tem programação especial para a 7ª Primavera de Museus e para a Jornada Mineira do Patrimônio Cultural. Dia 29 – domingo – 11h30 - “Histórias da Nossa Gente”, com a contadora de histórias Sandra Lane e os músicos Vilmar de Oliveira (voz e violão) e Carlinhos Ferreira (percussão) que apresentarão contos, cantos e brincadeiras da cultura afro-brasileira.

http://www.mao.org.br/agenda/historias-da-nossa-gente/
Angélica Freitas no Ofício da Palavra

Poetisa e tradutora gaucha, Angélica Freitas vem a Belo Horizonte participar do ofício da palavra. Dia 29 de outubro, às 19:30 no Museu de Artes e ofícios - Praça da Estação, s/nº - Centro - BH . Entrada Gratuita.

http://www.mao.org.br/agenda/angelica-freitas-no-oficio-da-palavra/
Ofício da Palavra com Rubens Figueiredo

O escritor e tradutor Rubens Figueiredo coleciona premiações literárias importantes: nos últimos 15 anos, foi vencedor de dois Jabuti, além de ter recebido os prêmios São Paulo e Portugal Telecom de 2011 por seu romance mais recente, Passageiro do Fim do Dia. No encontro, Rubens Figueiredo também fala da força da literatura como possibilidade de crítica social, busca do autor em suas obras. Professor de português e de tradução literária, ele conversa, ainda, sobre características linguísticas, e explica como os trabalhos de romancista e tradutor se influenciam. O ofício da palavra com Rubens Figueiredo é no dia 19 de novembro, terça-feira, às 19h30 no Museu de Artes e ofícios. A entrada é franca.

http://www.mao.org.br/agenda/oficio-da-palavra-com-rubens-figueiredo/
Ofício da Palavra com Evandro Affonso Ferreira.

O ofício da palavra abre a temporada 2014, no dia 25 de março, às 19:30 com o vencedor do mais recente Prêmio Jabuti – o escritor Evandro Affonso Ferreira, que vem ao Museu de Artes e ofícios para conversar com o público de Belo Horizonte.  Entrada Gratuita.

http://www.mao.org.br/agenda/oficio-da-palavra-com-evandro-affonso-ferreira/
Ofício da Palavra com Raimundo Carrero

O pernambucano Raimundo Carrero vem ao Museu de Artes e ofícios para conversar com o público de Belo Horizonte. No encontro, o autor fala sobre sua obra e sua mais recente publicação “Tangolomango – Ritual das paixões desse mundo”, o primeiro publicado após sofrer um AVC, em 2010. O livro é, segundo o autor, o mais musical. “É como se o frevo pudesse falar”, explica. A narrativa é toda pontuada por marchas carnavalescas, recentes e antigas, tristes e alegres. Dia 29 de abril às 19:30.

http://www.mao.org.br/agenda/oficio-da-palavra-com-raimundo-correa/
Ana Maria Gonçalves é a convidada da 65ª edição do Ofício da Palavra

O projeto ofício da palavra recebe, integrando a programação especial da 12ª Semana de Museus no Museu de Artes e ofícios, a escritora mineira Ana Maria Gonçalves, autora dos livros Ao lado e à margem do que sentes por mim (2002) e do aclamado Um defeito de cor (2006). O projeto que tem curadoria do jornalista José Eduardo Gonçalves. O ofício da palavra com Ana Maria Gonçalves é no dia 15 de maio, quinta-feira, às 19h30, no Museu de Artes e ofícios. A entrada é franca.

http://www.mao.org.br/agenda/ana-maria-goncalves-e-a-convidada-da-65a-edicao-do-oficio-da-palavra/
Ofício da Palavra com Luisa Geisler e Jacques Fux

Em 2011 eles estrearam na literatura, mas já acumulam prêmios importantes e reconhecimento da crítica: o mineiro Jacques Fux e a gaúcha Luisa Geisler,expoentes da nova safra de escritores do país, discutem os rumos da literatura brasileira contemporânea na 66ª edição do projeto ofício da palavra. O encontro tem a mediação do curador do projeto, o jornalista José Eduardo Gonçalves. O ofício da palavra com Jacques Fux e Luisa Geisler é no dia 05 de agosto, terça-feira, às 19h30, no Museu de Artes e ofícios, com entrada gratuita.

http://www.mao.org.br/agenda/2007/
Projeto literário lança coletânea de entrevistas coma presença de Maria Esther Maciel

Desde novembro de 2006, o Museu de Artes e ofícios promove mensalmente o projeto ofício da palavra, um encontro aberto e gratuito entre escritores e seu público. Agora, alguns dos melhores encontros foram editados e estão reunidos no livro “ofício da palavra”, organizado pelo jornalista José Eduardo Gonçalves, curador do projeto. Autora incluída na coletânea, Maria Esther Maciel é a convidada para uma conversa com o público e o organizador do livro.

http://www.mao.org.br/agenda/projeto-literario-lanca-coletanea-de-entrevistas-coma-presenca-de-maria-esther-maciel/
João Carrascoza lança o romance Caderno de um ausente

Experiente contista, João Anzanello Carrascoza lança, na 67ª edição do ofício da palavra, seu segundo romance, Caderno de um ausente. Com um texto sensível e poético, a obra traz as anotações de um homem cinqüentenário à sua filha recém-nascida. Receoso de não estar presente em sua maturidade, o narrador transmite suas impressões íntimas sobre a vida e o mundo como uma forma de educação sentimental. O encontro tem a mediação do curador do projeto, o jornalista José Eduardo Gonçalves.

http://www.mao.org.br/agenda/joao-carrascoza-lanca-o-romance-caderno-de-um-ausente/